Demitindo Clientes

Isso mesmo, você não leu errado!

Nem todo cliente é um bom cliente, e nem sempre o cliente tem razão.

Muitas vezes negligenciamos os bons clientes para dar atenção a outros que reclamam muito e compram pouco.

Faça uma análise rápida e verá que boa parte do seu dia você gasta com clientes e projetos que não necessariamente são lucrativos para você e para a sua empresa.

E isto é mais simples do que você imagina, crie um ranking dos seus clientes ou projetos, veja quais os mais lucrativos (lembre-se que os maiores faturamentos não são necessariamente os mais lucrativos), faça uma comparação entre o tempo de atendimento e o seu ranking e priorize o que realmente importa. E aí, converse claramente com os piores projetos sobre como você irá atendê-los a partir desta data e se for o caso, “demita” os clientes que criam muito caso e compram pouco. Claro que muitas vezes ao identificar esse tipo de relação pouco lucrativa você pode chamar o seu cliente para uma conversa franca e alinhar a relação custo benefício para ambos.

Às vezes é preciso muita coragem para demitir um cliente, mas verá que os benefícios desta atitude podem surpreender.


6 comentários sobre “Demitindo Clientes

    1. Exatamente! A análise não e dificil, e na minha opinião o princípio de Pareto pode ser usado em quase tudo. Complicado é ter a coragem de abandonar os projetos que não dão certo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s