Metas Intermediárias

Acredito que uma das chaves para a superação é a definição de metas intermediárias.

Durante a minha vida profissional vi muitos colegas receberem suas metas, agendarem longas reuniões com as suas equipes para discuti-las e, muitas vezes, traçar grandes planos a fim de atingí-las e, na seqüência, todos colocam os números em uma pasta que vai parar na terceira gaveta da mesa ou no alto de uma prateleira. No final de um determinado ciclo, vem o sentimento da frustração e as incontáveis desculpas do tipo: “Nos esforçamos tanto, mas não deu”, “o mercado deu uma virada que não esperávamos”, “a concorrência entrou com um preço muito baixo” ou “a meta era muito alta”…

Muitas vezes, isso poderia ter sido evitado com ações simples de acompanhamento que forcem a uma revisão de estratégias e ações caso estas etapas não tenham sido cumpridas a contento. Mas isto só é possível se, juntamente com os planos, forem traçadas as metas intermediárias de acompanhamento.

Mesmo sem entender do esporte imagine o seu ano como uma escalada. Não se consegue chegar ao topo sem parar em acampamentos base. Estes acampamentos servem, entre outras coisas, como um local de revisão de todo o planejamento e cenários enfrentados e que estão por vir (situação física do time, equipamentos e condições metereológicas, por exemplo). E se não conseguimos alcançar por um determinado caminho, existe a possibilidade de uma rota alternativa para vencer um determinado obstáculo.

Outro ponto importante das metas intermediárias é que elas são uma fonte inesgotável de motivação. Ao atingir uma destas metas reúna o seu time e comemore. Comemorar pequenas vitórias faz com que a sua equipe vibre muito e busque cada vez mais um novo desafio.
Estamos no começo do ano. Abrace suas metas e crie suas intermediárias tirando-as do papel e tornando-as parte da sua rotina.


4 comentários sobre “Metas Intermediárias

  1. Leandro.
    Parabéns pelo post, porem fiquei com uma dúvida. No caso de metas intermediárias a falta de resultados comparáveis em redes ou grupos comuns, pode levar o idealizador ao isolamento, ou serve como fôlego para um splint final?
    Abraços….

    1. Neste caso depende de como você monta o acompanhamento destas metas. Elas podem ajudar tanto como “apoio” para a ultima escalada como ajudar na comparação com outros montanhistas…

  2. Leandro,
    Muito bacana seu post! É exatamente o desafio que estou atravessando.🙂
    Existe uma linha tênue entre desistir de um sonho ou traçar rotas alternativas para chegar no topo. É muito importante olhar com cuidado e “honestidade” para fazer uma escolha consciente, Cabeça nas nuvens e pés no chão!
    Abs

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s